Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Tudo sobre os Corgis, a raça dos cães da rainha Elizabeth II

Não importa qual das duas você escolha, seja a Welsh Corgi Pembroke ou Welsh Corgi Cardigan, qualquer uma delas, você optará pela fofice, muito amor e agilidade, e não vou achar estranho que após esta leitura, você saia mundo a fora atrás de um Corgi para chamar de seu.
Corgi, a raça dos cães da Rainha Elizabeth II

Welsh Corgi by Adriana Drapala – Blog Writer

A origem

Há relatos da origem dos Pembroke em manuscritos que datam do século IX, X e XI, associando-os aos Vallhund suecos e aos Norsk Lundehund, levados para Grã-Bretanha pelos vikings ou tecelões flamengos, e os Cardigan das montanhas de Cardiganshire por tribos celtas que migraram da Europa Central, importados mais tarde, para os Estados Unidos.

São excelentes para pastorear gado, caçar animais peçonhentos e proteger fazendas, mas adaptam-se facilmente a outros tipos de ambientes, sabe aquele ditado, o cão é o melhor amigo do homem, pois bem, quem o criou provavelmente tinha um Corgi, porque de todas as raças, esta é por unanimidade, a mais companheira.

Corgi, a raça dos cães da Rainha Elizabeth II
Corgi, a raça dos cães da Rainha Elizabeth II

O preferido da rainha Elizabeth II

Em particular, o Pembroke tornou-se a companhia inseparável da rainha desde seus 8 anos de idade, quando ganhou o seu primeiro Corgi de seu pai, o Rei George VI, desde então, até os dias de hoje, pelo menos 30 Corgis já passaram pela vida da rainha, com todas as honras, o amor, e a lealdade da matriarca inoxidável.

A longevidade de um Corgi irá depender do quanto você se propõe a conhecer a raça, quanto mais você a conhecer, por mais tempo terá ao seu lado, a longevidade de um Corgi pode ultrapassar aos 14 anos.

A inteligência é acima da média, assim como toda sua energia, e se prepare para colocar em dia seu condicionamento físico, porque embora ele viva tranquilamente em apartamentos e não ligue ao ficar em casa esperando você voltar do trabalho, não bastará apenas levá-lo para passear todos os dias.

Corgi, a raça dos cães da Rainha Elizabeth II
Corgi, a raça dos cães da Rainha Elizabeth II

Do pastoreio aos esportes - Welsh Corgi

Esportes caninos como agility, herding, flyball, caminhadas e trilhas, são ideais para sua mini raposinha manter em dia a herança de seus ancestrais, afinal de contas, ele é um cão com habilidades milenares de pastorear grandes rebanhos, caçar e proteger grandes áreas rurais, então é de sua inteira responsabilidade suprir e respeitar essa essência, de alguma forma.

Adoram crianças, aprendem e são adestrados com muita facilidade, são apaixonados por seus donos, e os tem como líder, e pasme você, fazem amizade facilmente com felinos, porém como são cães defensivos e vigilantes por natureza, precisam ser socializados desde filhotinhos.

Especificidades técnicas desse pacotinho de amorosidade - Welsh Corgi

Pois muito bem, você tomou a grande decisão da sua vida, quer um Corgi para chamar de seu, mas não sabe nada sobre a raça, separei algumas informações técnicas para adquirir o seu com responsabilidade.

O porte pequeno de 25 a 30cm, ambiente ideal para seu Corgi, são casas com quintal grande, apartamentos com bastante espaço, fazendas então, ele nem vai gostar.

O peso fica entre 10 e 14 Kg, e adoram a obesidade, cuide para isso não acontecer, compre uma escova e aprenda a escovar, é o que você mais vai fazer, soltam pelos duas vezes ao ano com alta intensidade, e quando resolvem aumentar a família, se prepare, serão ninhadas com mais de 6 filhotinhos, cheios de amorosidade.

Corgi, a raça dos cães da Rainha Elizabeth II
Corgi, a raça dos cães da Rainha Elizabeth II
Corgi, a raça dos cães da Rainha Elizabeth II

para você

Seleção feita pelo nosso concierge especialmente para você

Deixe um comentário

Posts relacionados

Cottagecore com caderno de receitas personalizado e cogumelos e flores
Arte
Adriana Drapala

Cottagecore: estilo, paixão e tendência décor

O desejo de fugirmos para uma paisagem rural onírica existe há muito tempo, os primeiros escritos atribuídos a esse estilo de escapismo são de Teócrito no século III a.C, em cada época demos a esse desejo de fuga diferentes nomes ‘Grandmacore’, ‘Goblincore’, ‘Fairycore’, ‘Farmcore’, ‘Bloomcore’ etc.

Leia mais »
Cabinet de Curiosites
Decor
Adriana Drapala

O legado dos Cabinets de Curiosités

Os cabinets de curiosités refletiam em toda a Europa a percepção do homem em relação ao mundo à sua volta nos séculos XVI e XVII, e o seu desejo em englobar todo o universo em um microcosmo particular.

Leia mais »
Arte
Adriana Drapala

O que escrever em um cartão comemorativo

Quem nunca deu aquele sorriso largo, se sentido especial, ao ser surpreendido com o carinho de um cartão? O cartão comemorativo surgiu por acaso, em um momento de total falta de tempo do pintor ilustrador e designer inglês John Calcott Horsley do século XIX, que era muito conhecido e requisitado pelas celebridades britânicas na época

Leia mais »